Publicidade

Estado de Minas ESPECIAL

Cerca de 700 km de vias em Brumadinho já foram recuperadas

Reestruturação das áreas atingidas fazem parte de uma série de obras de reparação executadas pela Vale


Brumadinho e região | Reconstrução
Conteúdo patrocinado
Brumadinho e região | Reconstrução
postado em 30/06/2019 06:14 / atualizado em 01/07/2019 10:44

Reconstrução da ponte da Avenida Alberto Flores foi concluída em recorde de 50 dias(foto: Alain Dhome/Esp. EM)
Reconstrução da ponte da Avenida Alberto Flores foi concluída em recorde de 50 dias (foto: Alain Dhome/Esp. EM)
As áreas atingidas de Brumadinho ganharam uma série de obras de reparação e recuperação. Já foram executadas intervenções para recuperar e reconstruir equipamentos públicos das comunidades impactadas pelo rompimento da Barragem I, como a ponte da Avenida Alberto Flores e a reforma da Igreja Nossa Senhora das Dores,primeiro ponto de apoio do Corpo de Bombeiros no resgate às vítimas. 

A liberação da ponte na Avenida Alberto Flores, também conhecida como estrada Alberto Flores, que liga o Centro da cidade a Córrego do Feijão e outras comunidades, restabeleceu o trânsito de veículos no acesso atingido pela lama e interditado em janeiro por causa do rompimento da barragem. Construída em estrutura mista (concreto e aço), a ponte tem cerca de 50 metros de extensão e permite o tráfego de veículos em mão dupla.A obra foi realizada em 50 dias, tempo recorde, considerando o porte e a logística necessária para concluir o trabalho. 

Também estão em andamento medidas de manutenção nos principais acessos à cidade, somando quase 700 quilômetros de vias. As ações incluem a construção de novo acesso que liga a comunidade de Córrego do Feijão à Avenida Alberto Flores, com cerca de 3,5 quilômetros de extensão.Também conhecido como Estrada do Cantagalo, o trecho será asfaltado, assim como outras vias no entorno da comunidade,viabilizando o tráfego de veículos. 

O ramal ferroviário atingido pelo rompimento da barragem está em fase final de desmontagem. No local, será construído um acesso rodoviário, com 3,6 quilômetros, e de uso exclusivo para veículos usados nas obras. Além disso, dentro da mina de Córrego do Feijão, estão em execução obras para reforçar a estabilidade das estruturas de barramento existentes.


Publicidade