Publicidade

Estado de Minas ESPECIAL

Conheça a história da veterinária que ajuda a salvar animais em Brumadinho

Mineira que morava na França e aterrissou em BH no dia tragédia conta sua história


Brumadinho e região | Reconstrução
Conteúdo patrocinado
Brumadinho e região | Reconstrução
postado em 30/06/2019 06:11 / atualizado em 01/07/2019 10:41

Stéfane Valgas Teixeira, coordenadora do Hospital Veterinário de Campanha(foto: Alain Dhome/Esp. EM)
Stéfane Valgas Teixeira, coordenadora do Hospital Veterinário de Campanha (foto: Alain Dhome/Esp. EM)

Stéfane Valgas Teixeira desembarcou no aeroporto internacional de Confins, na Região Metropolitana de BH,justamente naquele 25 de janeiro, vinda de Lyon, na França, onde passara quatro meses se qualificando. Ao pousar e ligar o celular, via apenas as notícias de que a barragem em Córrego do Feijão tinha se rompido havia algumas horas. “Eu queria tera judado em Mariana (em 2016, quando do colapso da Barragem de Fundão, da Samarco), mas não consegui. Era a oportunidade de tentar de novo. Entrei em contato com amigos veterinários, que me puseram em grupos de WhatsApp. Num deles, chegou a informação de que uma empresa estava selecionando voluntários”, conta. “Mandei o currículo na quarta-feira seguinte ao rompimento, sem muita expectativa. No sábado, me ligaram e no domingo, vim. E estou até hoje”, comemora.

 

A veterinária foi contratada pela Vale depois de um mês e sua proatividade para pôr a casa em ordem e instaurar processos de melhoria na organização das tarefas a levaram a assumir a coordenação do Hospital Veterinário de Campanha. “Ainda há muito animal perdido, que resgatamos feridos. Essa ação é importante para mitigar o dano e lhes dar um abrigo.”


Publicidade