Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas GALO

Dicas para melhor desempenho do time


postado em 25/09/2019 04:00


 Tarcísio P. Ferreira
Belo Horizonte 

"Pelo visto, a diretoria e, em especial, o técnico do Atlético não têm o saudável hábito da leitura diária do Estado de Minas. Pois deviam fazê-lo. Não bastassem os judiciosos comentários dos dois excelentes colunistas esportivos do jornal, Jaeci Carvalho e Fred Melo Paiva. Além desses dois colunistas, alguns atleticanos de boa cepa têm feito publicar comentários nesse jornal, que deveriam ser aproveitados pelo treinador ou pela diretoria. Mas o que se vê, infelizmente, é a continuidade dos erros ou até mesmo das burrices. Hoje, vou me atrever a dar alguns conselhos simples, mas que podem ser úteis. Primeiro, não repitam, em qualquer jogo decisivo e/ou importante, a escalação desse horrível Zé Welison. Ele é ruim em todos os fundamentos do futebol. Segundo, este Di Santo, a meu ver, é outra contratação furada. Falta-lhe aquele cacoete do jogador de ataque que decide. Terceiro, obriguem os nossos Patric e Fábio Santos, em si limitados, a somente cobrarem laterais para jogadores mais próximos, abdicando-se, totalmente, daqueles esticões a que estão acostumados que sempre ensejam rebatidas das defesas adversárias e consequentes contra-ataques. No caso, para viabilizar a mudança, torna-se necessária maior movimentação dos companheiros, porque é sabido que 'quem pede recebe, mas quem se desloca tem preferência'. Quarto, que se convençam de que o Cazares mancando é melhor do que qualquer das substituições que lhe tenham sido feitas nos últimos jogos. O que tem de ser feito com ele, além de bons conselhos, pois me parece baladeiro e imaturo, seriam apenações que doessem no bolso, que dizem ser o local que mais dói no homem. Garanto que ele se tornaria mais combativo e produtivo, pois futebol não lhe falta. Agora, quinto, que se concentrem em recuperar o bom futebol do Otero, importante para a cobrança de faltas e escanteios, que praticamente sumiu desde sua volta da Seleção Venezuelana. Sexto e último conselho: na hipótese de conquista da Taça Sul-Americana, que o prêmio em dinheiro seja aplicado na contratação de reforços para as posições carentes de jogadores de bom nível técnico."
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade