Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

João de Deus e liderança irresponsável

O líder deve se perguntar: "Estou sendo honesto comigo e com os outros para obter resultados positivos?"


postado em 31/12/2018 05:02

Fim de ano é um bom momento para se refletir sobre a liderança responsável. Certa vez, Jesus Cristo disse que quem quiser ser líder deve ser primeiro servo. Quem quiser liderar deve primeiro servir. Para entender a liderança, é preciso estudar os grandes líderes da história, pois seus discursos tinham o incrível poder de influenciar pessoas e fazê-las compartilhar as causas.

Um grande líder foi Nelson Mandela, que influenciou milhares de pessoas a lutarem contra a segregação racial na África. Assim como o indiano Mahatma Gandhi, pacifista reconhecido até hoje por pregar a não violência. O verdadeiro líder conhece seus liderados e sabe precisamente que caminho deve percorrer para alcançar seu objetivo, ciente do efeito de seu discurso e, caso não consiga o esperado, sabe revertê-lo.

Entretanto, nem todos os grandes líderes são bons e usam adequadamente suas habilidades para o exercício do bem. Alguns deles chegam a aproveitar de suas posições para praticar atos antiéticos, imorais e que possam prejudicar seus liderados. João de Deus, líder religioso mundialmente conhecido por suas operações espirituais, se tornou um exemplo questionável de liderança.

Nascido em Goiás, o médium de 76 anos está sendo investigado pela suspeita de crimes sexuais durante tratamentos espirituais em mais de 500 denúncias, conforme o Ministério Público e a Polícia Civil. João de Deus ficou conhecido como curandeiro, após criar a Casa Dom Inácio de Loyola, na cidade de Abadiânia (GO), atendendo a pessoas doentes com as chamadas cirurgias espirituais, há mais de 35 anos.

Polêmicas como essa são fundamentais para a discussão da liderança responsável, cujo conceito trabalha a ideia de que alcançar os resultados desejados não é suficiente, sendo preciso que as metas sejam conquistadas de maneira eficiente e ética.

O líder deve analisar o caminho percorrido e se perguntar: “Estou sendo honesto comigo e com os outros para obter resultados positivos? Não estou manipulando números e/ou pessoas para conseguir o que quero? Será que estou prejudicando alguém ou a empresa durante meu ofício?”. Um grande líder deve estar atento a essas perguntas, conseguir pensar a longo prazo e exercer sua influência com consciência. A liderança não precisa ser predadora para ser efetiva.

É possível ser um bom e grande líder com características básicas de liderança ou mesmo sem. O processo é possível porque liderança é uma habilidade que pode ser adquirida. Entretanto, para chegar a ser um grande líder, desses que influenciam um elevado número de pessoas, é necessário nascer com características de liderança e ainda desenvolver outras. E, se possível, ser um líder servidor, porque, assim, conseguirá ainda melhores resultados.

 

 


Publicidade