Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

O primeiro passo para inovar nos negócios


postado em 09/11/2018 05:05

 

 

 

 



A transformação digital vem provocando cada vez mais mudanças no mercado de trabalho e no mundo dos negócios. O primeiro passo ao pensar em inovação é conectar as pessoas com os propósitos da empresa. Com a evolução da internet das coisas (conexão de objetos com a internet), há no mercado estratégias e tendências que auxiliam na forma de administrar o capital humano, de utilizar a tecnologia e na humanização do ambiente de trabalho.

A tecnologia, em muitos casos, é programada para executar somente determinada tarefa. Por mais que estejamos investindo em inteligência artificial e em outras ferramentas digitais, a criatividade do homem e a busca por soluções garantem qualidade e mais satisfação, justamente pelo fato de saberem como reagir diante de certo problema.

Um dos principais benefícios da tecnologia para a organização do ambiente de trabalho está na possibilidade de controlar melhor o tempo gasto em atividades cotidianas. Diversas ferramentas, aplicativos e serviços virtuais estão disponíveis para aumentar a performance dos profissionais nas empresas no gerenciamento das tarefas diárias, na criação de apresentações, na redução de horas gastas em algumas demandas e até com atividades que não estão ligadas diretamente à profissão, mas aumentam a motivação pessoal.

Junto a essa adaptação tecnológica, é preciso, também, formatar o ambiente e a cultura organizacional para extrair o melhor do funcionário. Também chamada de cultura empresarial, essa ação está relacionada ao comportamento das pessoas dentro de uma organização norteado pela sua visão, missão e valores, além de suas normas, crenças e sistemas. No ambiente corporativo, a forma de pensar do empresário está diretamente refletida na maneira de gerir seu negócio e liderar as pessoas.

Outro ponto que vale destacar é a empresa ter como essência da sua política institucional reverter parte dos seus resultados para a promoção interna de sua cultura organizacional. Na prática, além de priorizar a excelência nos serviços prestados aos seus consumidores, visa, também, à satisfação da sua equipe por meio da manutenção de um ambiente de trabalho positivo, valorizando e reconhecendo seus profissionais.

Uma das estratégias que podem auxiliar o empresário na hora de conhecer o que seu funcionário realmente precisa é o people analytics. Trata-se da aplicação de tecnologias que implicam na coleta, organização e análise de dados sobre pessoas. O conceito, que tem ganho cada vez mais a atenção dos profissionais da área de recursos humanos, nasceu com o objetivo de melhorar a qualidade da tomada de decisão sobre a gestão de pessoas, antecipando tendências e aprimorando estratégias.

A insatisfação com o ambiente de trabalho e a falta de investimentos nos colaboradores por parte da empresa são alguns dos fatores que fazem os funcionários desejarem sair do emprego. Os profissionais com potencial estão sempre em busca de oportunidades melhores, e este é um movimento natural. Porém, é possível fazer com que eles mudem de ideia.

Nesse quesito, o interessante é investir na estratégia employer branding, que consiste em promover a imagem das empresas e a sua reputação como empregadora para atrair e manter os melhores profissionais interessados e motivados em trabalhar nelas. Para isso, é preciso batalhar uma imagem positiva o bastante para que seus talentos queiram continuar onde estão e com disposição para vestir a camisa da companhia.

Tendências que buscam valorizar o relacionamento entre empresário e funcionário são investimentos certeiros para os empreendedores que buscam por inovação, principalmente as relacionadas à qualidade do trabalho. A importância de manter uma excelente gestão de pessoas é um dos temas que serão debatidos no CEO Fórum 2018 da Amcham Uberlândia.


Publicidade