Publicidade

Estado de Minas

'Perdi a bonequice', diz Anna Marina, primeira jornalista mulher na redação do Estado de Minas

Ela chegou à redação há 60 anos e se pudesse dar um conselho àquela jovem 'boneca' de 24 anos, diria: 'Seja verdadeira'. Aos 83, dona Anna é a primeira entrevistada do Megafone


postado em 05/03/2018 11:01 / atualizado em 07/03/2018 09:07


Para marcar a celebração dos 90 anos do Estado de Minas, apresentamos nosso primeiro podcast original, o Megafone. O nome do projeto homenageia o megafone que o jornal usava, nos anos 1930, para fazer o primeiro ao vivo de sua história: quando o Brasil estreou na Taça Mundo, em Montevidéu, as informações em tempo real da partida contra a Iugoslávia, que chegavam à redação via telefone, eram repassadas a uma multidão à porta do jornal, na sede da Avenida João Pinheiro.

Fred Bottrel e Anna Marina no estúdio do Estado de Minas: primeiro episódio do Megafone(foto: Lucas Negrisoli/ Esp. EM/D.A Press)
Fred Bottrel e Anna Marina no estúdio do Estado de Minas: primeiro episódio do Megafone (foto: Lucas Negrisoli/ Esp. EM/D.A Press)

O episódio piloto do podcast Megafafone vai ao ar hoje e traz entrevista com Anna Marina, editora do caderno Feminino e Masculino. Ela foi a primeira mulher a trabalhar como redatora no jornal, há 60 anos, e está na ativa até hoje. Na conversa, Anna conta os casos da cobertura de moda – em que se tornou referência nacional – e reflete sobre as relações entre o jornal e a cidade: ambos em transformação ininterrupta.

“Não tive problema quando eu entrei, porque eu virei homem. Tudo que eles faziam, eu fazia, saía para beber cerveja, tudo!”, relata. O Megafone vai entrevistar outros jornalistas veteranos que contam a história do Estado de Minas de ponto de vista privilegiado, como o repórter-fotográfico Jorge Gontijo, o chargista Son Salvador, e os repórteres Ivan Drummond, Gustavo Werneck e Marta Vieira. Até o fim deste ano, teremos um acervo único e vasto sobre a história do jornalismo profissional em Minas Gerais.

Esta edição do Megafone teve pesquisa histórica de Renan Damasceno, produção de Rafael Alves, Lucas Negrisoli, Getúlio Fernandes e apresentação de Fred Bottrel.
 
(foto: Montagem sobre foto de Arquivo/ EM)
(foto: Montagem sobre foto de Arquivo/ EM)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade