UAI
Publicidade

Estado de Minas HOMICÍDIO

Policial mata a própria irmã após discussão no Rio de Janeiro

Autora dos disparos é da PM e foi presa pelo próprio marido, que também atua na corporação. Briga ocorreu num posto de combustíveis em São Gonçalo, no Rio


02/07/2022 19:54 - atualizado 02/07/2022 21:32

Montagem de foto de redes sociais das irmãs
Rayana (direita) foi morta pela própria irmã (foto: Reprodução/Redes Sociais)
Uma policial militar matou a própria irmã a tiros após uma discussão em um posto de combustíveis de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. De acordo com testemunhas, Rayana Melo teria sido alvejada dentro de um banheiro e faleceu no próprio local.

A autora do homicídio é Rhaillayne Oliveira Melo, de 23 anos, lotada no 7º Batalhão de Polícia Militar de São Gonçalo. Ela foi presa pelo próprio marido, também policial, integrante da 2ª Unidade de Polícia Pacificadora (UPP1) do 16º BPM de Olaria.

As irmãs haviam ido em uma festa e pegaram um carro de aplicativo. Numa parada no posto, elas começaram a discussão. A policial voltou com um revólver  e efetuou os disparos.

“Elas vieram aqui da outra rua, onde tem vários bares, e elas já estavam discutindo lá. Aqui tem um banheiro e elas vieram aqui para esse banheiro e começaram a discutir, até que aconteceu esse fato lamentável. Só escutei o barulho, muito, muito tiro”, disse Josiane Silva, atendente do posto, ao portal G1.

Segundo o G1, familiares das jovens estiveram no local do crime e, muito abalados, não falaram com a imprensa. A Polícia apreendeu a arma de Rhaillayne e a encaminhou para a Delegacia de Homicídios de Niterói.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade