Publicidade

Estado de Minas YOUTUBER

Ministério Público de Goiás apura agressão contra jovem negro

Episódio ocorreu em Cidade Ocidental e ganhou repercussão nas redes sociais. Filipe Ferreira gravava manobras de bicicleta para canal no Youtube


29/05/2021 19:01 - atualizado 29/05/2021 19:15

Jovem filmou a abordagem com o próprio celular. Imagens geraram revolta nas redes sociais(foto: Reprodução da internet)
Jovem filmou a abordagem com o próprio celular. Imagens geraram revolta nas redes sociais (foto: Reprodução da internet)
Abordagem policial sob investigação. O Ministério Público de Goiás (MPGO) vai apurar episódio ocorrido no interior do estado da Região Centro-Oeste, no qual dois policiais militares, em Cidade Ocidentalalgemaram e prenderam um jovem negro que gravava manobras com uma bicicleta em um parque público. A informação é da CNN.


As imagens foram compartilhadas por milhares de perfis nas redes sociais, incluindo influenciadores, artistas e professores universitários. Nos comentários, foram feitas comparações a casos de racismo e abordagem 



O caso foi gravado pelo próprio celular do ciclista, Filipe Ferreira, que filmava manobras de bicicleta para o canal que mantém no YouTube. Nas imagens, ele é parado pelos policiais, que descem de uma viatura. Um deles diz: "Desce da bike aí".

O jovem é ordenado a virar de costas. Quando questiona o motivo de ser algemado, um dos PMs afirma: "E resiste para você ver o que vai acontecer contigo".

A assessoria de imprensa da PM disse que está apurando o caso para dar um posicionamento. Já o comandante da PM de Cidade Ocidental adiantou que esse tipo de abordagem é comum na região justamente por ser um parque frequentado por muitas famílias. Ele disse ainda que um Termo Circunstanciado de Ocorrência foi registrado.

O caso foi encaminhado por uma das promotorias do MP para investigação.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade