UAI
Publicidade

Estado de Minas Tecnologia brasileira

Com aprovação da Unicamp, empresa produz saco de lixo que elimina coronavírus

Tecnologia é incorporada ao plástico, impedindo a transição a células humanas


12/08/2020 18:13 - atualizado 13/08/2020 11:21

De acordo com a empresa, novo produto também ajuda a combater o mau cheiro (foto: Reprodução)
De acordo com a empresa, novo produto também ajuda a combater o mau cheiro (foto: Reprodução)
 
Uma empresa brasileira desenvolveu um saco de lixo especial que seria capaz de eliminar até 99,9% do coronavírus. De acordo com os pesquisadores, a tecnologia é incorporada ao plástico e diretamente na membrana que envolve e protege o material genético do vírus. A partir de componentes, o produto inativa as proteínas e gorduras e quebra a estrutura genética, impedindo a transição para células humanas e, consequentemente, a contaminação. 
 
A iniciativa foi aprovada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) através de teste virucida, atendendo aos requisitos exigidos pela Anvisa e metodologias prescritas nas normas.

"É uma ideia muito interessante. É um produto químico que adiciona no plástico, que foi bem desenvolvido pela empresa. O plástico é reciclável e tem uma coisa que acho espectacular: a ação virucida é permanente e não se deteriora, não passa. Recebemos o saco e fizemos os testes em laboratório em até 72 horas. E foi muito eficiente. Fiquei muito impressionada. A empresa vai avançar nos produtos para colocá-los no mercado para colocar produtos melhores em embalagens de frutas, alimentos e outros", afirma a professora do Instituto de Biologia da Unicamp, Clarice Arns, que também é coordenadora do laboratório de Virologia. 

De acordo com o diretor comercial da empresa que desenvolveu a ideia, Rafael Costa, o produto demonstra eficiência ao impedir o contato do usuário com o vírus: “O diferencial deste novo produto é o efeito permanente, ou seja, a proteção antiviral e antibacteriana é conservada durante todo o tempo de vida do produto. Ele trabalha como uma armadilha para o COVID-19, com sistema que atrai o vírus ao Embalixo Antivírus e o elimina em 99,999%. Dessa forma, a contaminação cruzada entre a embalagem e o usuário é eliminada, evitando que o saco para lixo atue como um agente transmissor do vírus, além de eliminar, também, as bactérias, deixando o ambiente, seguro, mais higiênico, e livre do mau cheiro causado pelos resíduos”.

A empresa fabricará todos os sacos de lixo na cor prata para facilitar na identificação do produto, além de garantir maior segurança aos profissionais de coleta ou a quem entrar em contato com o lixo acondicionado. 
 
Segundo a empresa, o novo produto ajuda a combater o mau cheiro e terá opções para lixeira de pia, banheiros e o geral de casa, o que impulsionará ainda mais a proteção de quem lida diariamente com os resíduos.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade