Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Ministério da Saúde erra e divulga número maior de mortes diárias por COVID-19

No balanço diário desta segunda-feira (20/4), a pasta informou inicialmente que contabilizava 383 mortes nas últimas 24 horas, e depois corrigiu para 113. Segundo o ministério, foi um erro de digitação


postado em 20/04/2020 18:10 / atualizado em 20/04/2020 20:39

(foto: STR/AFP)
(foto: STR/AFP)
O Ministério da Saúde errou ao divulgar o número de mortes pelo coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (20/4). Às 17 horas, a pasta informou que registrava um total de 2.875 óbitos por COVID-19 no país, o que significaria 383 mortes em um dia - um novo recorde. Porém, às 17:50, o ministério corrigiu a informação para um número menor. Eram, na verdade, 113 mortes nas últimas 24 horas e um total de 2.575. Segundo o Ministério da Saúde, foi um erro de digitação que levou a divulgar um número três vezes maior. 

 

 

O número total de casos confirmados não foi alterado pelo Ministério da Saúde. A pasta contabiliza 40.581 casos de COVID-19 nesta segunda, 1.927 a mais do que os contabilizados no último boletim, de domingo (19/4). Essa é terceira queda consecutiva no número de novos casos desde 17 de abril. De acordo com os números do ministério, a letalidade da infecção no Brasil está em 6,3% 

 

Segundo o boletim desta segunda-feira, São Paulo segue como o estado mais afetado pela COVID-19 e o epicentro da pandemia no Brasil. O Ministério da Saúde contabiliza 14.580 casos e 1.037 mortes pelo coronavírus no estado. A letalidade da doença em São Paulo é de 7,1%. No cálculo do ministério, Minas Gerais é o sétimo estado no número de casos: são 1.189 casos e 41 mortes até o momento. A letalidade da doença em Minas está em 3,4%.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade