Publicidade

Estado de Minas

Suzane Von Richthofen é aprovada pelo Sisu e vai cursar Turismo na IFSP

A detenta fez 608,4 pontos e conseguiu a vaga no curso noturno. A nota foi apenas 24 pontos menor do que a da primeira colocada


postado em 30/01/2020 14:52 / atualizado em 30/01/2020 17:45

Suzane von Richthofen cumpre pena na Penitenciária Feminina de Tremembé - SP(foto: AP Photo/Flavio Grieger-Folha Imagem)
Suzane von Richthofen cumpre pena na Penitenciária Feminina de Tremembé - SP (foto: AP Photo/Flavio Grieger-Folha Imagem)
Suzane Von Richthofen, condenada pelo assassinato dos próprios pais em 2002, foi aprovada pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) após prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ela está em regime semi-aberto a cinco anos e foi liberada para poder estudar. 

A detenta aparece em oitavo lugar na lista de aprovados do curso de Gestão de Turismo no Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Educação de São Paulo (IFSP). A unidade selecionada em sua aplicação é a de Campos do Jordão, que fica a 40km do presídio de Tremembé, onde ela cumpre pena de 39 anos de prisão. 

Suzane fez 608,4 pontos e conseguiu a vaga no curso noturno. A nota foi 24 pontos menor do que a da primeira colocada. Em 2016, Suzane chegou a receber autorização da Justiça para fazer curso superior de Administração na Universidade Anhanguera de Taubaté, no interior paulista. Ela iria pagar a faculdade com seu próprio dinheiro, adquirido pelo trabalho que a detenta faz dentro da penitenciária. Apesar disto, ela nao deu continuidade ao curso. 

Desde que sua pena progrediu, em 2015, ela ganhou direito a saídas temporárias em datas específicas e fora da cadeia mostrou ser disposta a interações sociais. 

De acordo com a legislação brasileira, presos em regime semiaberto podem deixar a prisão para estudar, desde que voltem para a cadeia após os horários de aulas. O mesmo pode ser feito em relação a trabalhos. No caso dos estudos, é necessário manter bom desempenho para que a autorização continue válida.

* A estagiária está sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


Publicidade