Publicidade

Estado de Minas

STF libera publicação de livro sobre o caso de Suzane Von Richtofen

Em sua decisão, o ministro do STF Alexandre de Moraes afirma que 'houve manifesta restrição à liberdade de expressão'


postado em 18/12/2019 18:35 / atualizado em 18/12/2019 20:18

(foto: AP Photo/Flavio Grieger-Folha Imagem)
(foto: AP Photo/Flavio Grieger-Folha Imagem)
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, deferiu nesta sexta-feira a liberação da publicação do livro sobre a história de Suzane Von Richtofen. O livro “Suzane: Assassina Manipuladora” é escrito pelo jornalista Ulisses Campbell. 

Em outubro deste ano, Suzane entrou com uma liminar para barrar a publicação sob pena de multa diária de R$ 5 mil, em caso de descumprimento. Na argumentação, ela alegou que teria direito ao esquecimento e que a obra causaria um dano irreparável à sua imagem.

Em sua decisão, Moraes afirma que “houve manifesta restrição à liberdade de expressão” na liminar expedida em 1ª instância pela Justiça paulista. 

Editado pela Matrix, o livro tem previsão de chegar às livrarias em janeiro de 2020. Na obra, o autor conta detalhes da história da presidiária, desde o crime até sua vida na prisão. O jornalista entrevistou em três anos, pessoas em torno da presa, outras detentas, funcionários do sistema prisional e analisou todo o processo do caso Richthofen

Suzane foi alvo da mídia após ser mandante do assassinato dos próprios pais, Manfred e Marísia von Richthofen. Ela, o namorado Daniel Cravinhos, e o primo dele, mataram as vítimas com marretadas na cabeça. A intenção de Suzane era fingir que os pais tinham sido assaltados e depois mortos. Ela chegou a dar vários depoimentos para a polícia e para a imprensa na época das investigações. Suzane foi condenada a 39 anos de prisão.
 
 
*A estagiária está sob supervisão pela subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade