Publicidade

Estado de Minas

Adolescente é atingida por bala de borracha e fica cega

De acordo com a mãe da vítima, Kelly Talhaferro, o disparo foi feito por um policial militar durante a dispersão de um baile funk


postado em 14/11/2019 16:21 / atualizado em 14/11/2019 17:10

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)
Gabriella Talhaferro, de 16 anos, perdeu a visão do olho esquerdo após ser atingida por uma bala de borracha no último domingo. De acordo com a mãe da vítima, Kelly Talhaferro, o disparo foi feito por um policial militar durante a dispersão de um baile funk. O crime aconteceu em Guaianases, na Zona Leste de São Paulo. 

Ainda de acordo com o depoimento da mãe, a adolescente saiu de casa, em Itaquaquecetuba, com outros 15 amigos, para ir a um baile funk que acontecia na zona leste da capital. Ao chegar ao local, a polícia já estava dispersando as pessoas e o grupo se escondeu em uma adega para esperar a reabertura da Estação Guaianases da CTPM. 

Porém, a polícia continuou atirando com balas de borracha e bombas de efeito moral. Um desses disparos acabou acertando o olho de Gabriella, que não foi socorrida pelos policiais. O dono da adega acionou um aplicativo de transporte e levou a menina até o hospital.

Em nota divulgada pelo hospital, os médicos indicaram que a jovem sofreu “um trauma muito grande” no olho esquerdo. A Polícia Militar afirmou que, no dia que a jovem foi atingida, os policiais estavam realizando uma operação chamada “Noite Tranquila” e precisaram utilizar “técnicas de controle” para conter as pessoas. Uma investigação sob comando do 28º Batalhão Metropolitano está sendo feita.
 
*A estagiária está sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


Publicidade