Publicidade

Estado de Minas GERAL

Começa, no SUS, campanha nacional de vacinação contra a gripe


postado em 10/04/2019 12:35

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou nesta quarta-feira, 10, na rede pública e tem como foco as crianças de um a menores de 6 anos de idade, gestantes e puérperas (com menos de 45 dias após o parto). Os demais integrantes do público-alvo da mobilização, como idosos e pacientes com doenças crônicas, serão imunizados a partir do dia 22. Quem não faz parte dos grupos prioritários pode tomar a vacina, mas deve buscar a rede privada, onde o preço da dose varia entre R$ 80 e R$ 130.

Nas clínicas particulares, é oferecida a dose tetravalente do imunizante, que contém vírus similares ao influenza A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09, influenza A/Switzerland/8060/2017 (H3N2), influenza B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87), que estão presentes da vacina oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS), além do influenza B/Phuket/3073/2013 (linhagem B/Yamagata/16/88).

"As duas vacinas estão disponíveis na rede privada, a trivalente e a tetravalente, mas 90% da nossa demanda é pela dose com os quatro sorotipos. As pessoas buscam pela proteção maior para viajar e porque a vacina da rede pública não está disponível para todo o público", explica Geraldo Barbosa, presidente da Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVac).

Segundo Barbosa, a vacina trivalente custa entre R$ 60 e R$ 80. A tetravalente varia entre R$ 80 e R$ 120. A reportagem entrou em contato com cinco clínicas na capital e o valor da dose variava entre R$ 110 e R$ 130. De acordo com o presidente da ABCVac, custos de operação podem interferir no preço final.

A vacina deve ser tomada todos os anos para garantir a proteção contra os vírus que estão em circulação.


Publicidade