Publicidade

Estado de Minas

Após invasão, médicos pedem demissão da UPA do Alemão


postado em 29/04/2014 13:07

Rio, 29 - O secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann, disse que dois médicos pediram demissão da UPA do Alemão por causa da invasão ocorrida na noite desta segunda-feira, 28. Dois enfermeiros, que tentaram impedir a entrada dos invasores, ficaram feridos. Dohmann disse que a UPA ficará fechada por tempo indeterminado.

A secretaria ainda está fazendo levantamento do prejuízo causado, mas ele falou que foram destruídos computadores, aparelhos de televisão, mesas e cadeiras. Ainda segundo o secretário, os pacientes internados na UPA foram transferidos para os Hospitais Souza Aguiar, Getúlio Vargas e Miguel Couto.

Ele também negou que a invasão da unidade tenha ocorrido em protesto por problemas no atendimento do rapaz de 21 anos, baleado durante a manifestação e que foi socorrido na UPA antes de ser transferido para o Hospital Getúlio Vargas. "Foi um ato de vandalismo e cabe à Secretaria de Segurança fazer as investigações. À Secretaria de Saúde cabe recompor a equipe o mais rápido possível", afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade