Publicidade

Estado de Minas CHECAMOS

Não há registro de fala de Lula sobre grão de arroz na mesa do nordestino e de comprar baiano

Não há registro de que a frase tenha sido falada pelo ex-presidente Lula


10/06/2021 21:19 - atualizado 10/06/2021 21:19


 

Captura de tela feita em 8 de junho de 2021 de uma publicação no Facebook
Captura de tela feita em 8 de junho de 2021 de uma publicação no Facebook
Publicações que atribuem duas frases sobre compra de votos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram compartilhadas mais de 34 mil vezes desde, pelo menos, o último 30 de maio. Entretanto, não há registros de que ele tenha feito essas afirmações. Uma das frases tem origem em um boato desmentido em 2019 e a outra se trata de uma distorção de uma declaração feita por Lula em uma entrevista de 2017. À AFP, o Instituto Lula negou ambas as declarações. 

 

“SIM!!! O cachaceiro disse isso. Se não acredita, confira no Google. ‘Basta colocar um grão na mesa do nordestino, ele vota em você’. ‘Com dez reais eu compro um baiano’”, diz o texto da imagem, que também tem uma foto de Lula, compartilhada no Facebook (1, 2, 3), no Instagram (1, 2) e no Twitter.


Uma pesquisa no Google pela frase "basta colocar um grão de arroz na mesa do nordestino, ele vota em você” não levou a nenhum registro de que tenha sido falada pelo ex-presidente Lula. Uma busca na conta do Twitter do ex-presidente também não teve resultados.

 

A consulta no Google apontou uma checagem feita em 2019 pela Agência Lupa de uma declaração semelhante falsamente atribuída nas redes sociais a Lula: “Os pastores mete o pau na gente, mas os fiéis deles votam na gente, nem na bíblia a gente acredita e eles vota em nóis. Tudo por causa de um grão de arroz na mesa”

 

Segundo a Lupa, um blog chamado SBT-Canal - atualmente fora do ar e que não tinha qualquer vínculo com a rede de televisão SBT - atribuiu essa declaração a Lula depois de a imprensa (1, 2, 3) ter noticiado que o ex-presidente pelo Partido dos Trabalhadores (PT) havia ironizado pastores evangélicos durante um seminário promovido pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) em 20 maio de 2015. O blog foi encontrado no banco de dados digital archive.is, mas não há registro desse conteúdo.  

 

O AFP Checamos não encontrou a gravação do seminário, mas de acordo com as notícias da época, a frase dita por Lula foi: “Os pastores evangélicos jogam a culpa em cima do diabo. Acho fantástico isso. Você está desempregado é o diabo, está doente é o diabo, tomou um tombo é o diabo, roubaram o seu carro é o diabo”, sem mencionar a parte do grão de arroz.

 

Buscando no Facebook por "Lula grão de arroz na mesa", o registro mais antigo encontrado pela AFP foi essa publicação de 21 de maio de 2015, que inclui parte da declaração do presidente e destaca o trecho sem registro: “Os pastores mete o pau na gente, mas os fiéis deles votam na gente, nem na bíblia a gente acredita e eles vota em nóis. Tudo por causa de um grão de arroz na mesa”. O texto indica que as declarações foram feitas na palestra com sindicalistas do dia 20 de maio.

 

Há outros sites (1, 2, 3) que reproduzem um texto idêntico, exceto pelo parágrafo em que Lula supostamente fala do grão de arroz.

“Com dez reais eu compro um baiano”

Outra pesquisa no Google pela frase Com dez reais eu compro um baiano” levou a uma publicação no Twitter, de setembro de 2017, que compartilha um vídeo editado com uma entrevista do ex-presidente e a legenda “Lula diz que com dez reais compra votos de Baianos e Nordestinos, os tornam consumidores”. O conteúdo também circulou no Facebook, com a mesma alegação. 

 

Por meio de uma busca reversa por capturas de tela do vídeo editado, foi possível encontrar a íntegra da entrevista de Lula à Rádio Metrópole, em 18 de agosto de 2017.

 

Ao final, Lula se refere à inclusão dos mais pobres no mercado de consumo. “Vamos dar ao povo a chance de resolver o seu problema. Vamos incluí-lo no mercado. Você dá 10 reais para o pobre e ele vira consumidor. Você dá 10 milhões para um rico e ele enfia na conta bancária”, diz o petista. Não há, portanto, qualquer menção a compra de votos. 

A frase viralizada não foi encontrada no Twitter do ex-presidente.


Procurado pelo AFP Checamos, o Instituto Lula negou que o ex-presidente tenha feito essas afirmações.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade