UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Clientes prejudicados por falência da plataforma de criptomoedas Celsius imploram por dinheiro de volta


31/07/2022 12:44

Um irlandês prestes a perder sua fazenda. Um americano com pensamentos suicidas. Uma viúva de 84 anos que perdeu suas economias de uma vida inteira: pessoas prejudicadas pela falência da plataforma de investimento em criptomoedas Celsius estão implorando por seu dinheiro de volta.

Centenas de cartas que transbordam raiva, vergonha, desespero e arrependimento lotaram o escritório do juiz que supervisiona a falência multimilionária.

"Eu sabia que havia riscos", disse um cliente que não assinou sua carta. "Parecia um risco que valia a pena correr."

Celsius e seu diretor-geral, Alex Mashinsky, apresentaram a plataforma como um local seguro onde as pessoas poderiam depositar suas criptomoedas em troca de juros altos, enquanto a empresa emprestava e investia esses depósitos.

Mas à medida que o valor das criptomoedas despencou - o Bitcoin sozinho perdeu 60% de seu valor desde novembro - a empresa enfrentou mais problemas, até que congelou as retiradas de fundos em meados de junho.

A empresa deve 4,7 bilhões de dólares a seus usuários, segundo um documento judicial divulgado este mês, e não está claro como o assunto vai se desenrolar.

As cartas, publicadas em um arquivo judicial online, vêm de todo o mundo e falam das trágicas consequências do congelamento do dinheiro dos usuários.

"Desde uma mãe solteira que trabalha no Texas lidando com contas atrasadas, até o professor na Índia que colocou todas as suas economias em Celsius, acho que posso falar pela maioria de nós quando digo que me sinto traído, envergonhado, deprimido, com raiva", escreveu um dos clientes.

Embora as cartas variem em seu nível de conhecimento do mundo das criptomoedas - de novatos confessos a convencidos de que apostaram tudo - e os impactos monetários variam de alguns dólares a sete dígitos, quase todos concordam em um ponto.

"Sou um cliente fiel da Celsius desde 2019 e me sinto completamente ligado a Alex Mashinsky", escreveu um cliente que a AFP optou por não identificar para proteger sua privacidade. "Alex falava sobre como Celsius era mais seguro que bancos."

Muitas cartas apontam para os chats online da AMA (Ask Mashinsky Anything) como o principal motivo de sua confiança nele e na plataforma, apresentada como estável até dias antes do congelamento de fundos dos usuários.

"A Celsius tem uma das melhores equipes de mitigação de riscos do mundo. Nossa equipe de segurança e infraestrutura são inigualáveis", escreveu a empresa em 7 de junho.

A mensagem também informava que a empresa tinha reservas suficientes para pagar suas obrigações e que os saques seriam processados normalmente.

Mas isso mudou rapidamente e, em 12 de junho, Celsius anunciou o congelamento: "Estamos tomando esta decisão hoje para colocar a Celsius em uma posição melhor para honrar, com tempo, suas obrigações de retiradas".

Alguns clientes receberam a notícia em mensagem da empresa. Os mais afetados, entre eles um homem que depositou US$ 525.000 que recebeu de um empréstimo do governo, afirmam que pensaram em suicídio.

A Celsius não respondeu a um pedido de informações sobre as cartas dos clientes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade