UAI
Publicidade

Estado de Minas CAIRO

Chanceler russo busca tranquilizar Egito sobre as exportações de cereais


24/07/2022 11:28

O chefe da diplomacia russa procurou tranquilizar o Egito neste domingo (24) sobre o futuro das exportações de grãos após a recente assinatura do acordo entre Ucrânia e Rússia.

"Confirmamos o compromisso dos exportadores russos de produtos de grãos de respeitar todas as suas obrigações", disse Serguei Lavrov durante uma entrevista coletiva após negociações com seu homólogo egípcio Sameh Shoukri.

"O presidente Vladimir Putin destacou isso durante a recente conversa telefônica com o presidente egípcio (Abdel Fatah) al Sissi", acrescentou Lavrov, que viajará na próxima semana para Uganda, Etiópia e Congo.

O acordo, assinado na sexta-feira em Istambul (Turquia) sob os auspícios da ONU, prevê a criação no Mar Negro de "corredores seguros" para a circulação de navios mercantes, que Ucrânia e Rússia prometeram não atacar.

Deve permitir a exportação de 20 a 25 milhões de toneladas de grãos bloqueados na Ucrânia, bem como facilitar as exportações agrícolas russas, o que afasta o risco de uma crise alimentar mundial, especialmente na África.

A Rússia obteve garantias de que as sanções ocidentais não serão aplicadas, direta ou indiretamente, às suas exportações de produtos agrícolas e fertilizantes.

"O secretário-geral (da ONU) assumiu a responsabilidade de acabar com as restrições ilícitas dos Estados Unidos e da União Europeia contra as cadeias logísticas e financeiras (russas)", disse Lavrov na capital egípcia, Cairo, no domingo.

Por outro lado, Lavrov comemorou a "satisfação mútua" com as relações entre Rússia e Egito, citando o projeto que já está em construção para a primeira usina nuclear do país, financiado por um empréstimo de Moscou e construído pela gigante nuclear russa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade