UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Ministério da Justiça russo pede dissolução de Agência Judaica no país


21/07/2022 14:42

O Ministério russo da Justiça pediu a dissolução, na Rússia, da Agência Judaica, que lida especialmente com a imigração em Israel - informou nesta quinta-feira (21) um tribunal de Moscou, em plena tensão em torno do conflito na Ucrânia.

"O tribunal recebeu uma queixa administrativa do departamento do Ministério da Justiça em Moscou, pedindo a dissolução (...) da organização sem fins lucrativos 'Apoio às Relações com a Diáspora Judaica, Agência Judaica Sokhnut'", informou a porta-voz do tribunal Basmany de Moscou, Ekaterina Buravtsova, citada pela agência de notícias Interfax.

A porta-voz declarou que uma "discussão solicitada pelo juiz" será realizada em 28 de julho para tratar do assunto.

Após a declaração do tribunal, Israel disse que enviará uma delegação a Moscou na próxima semana "para garantir a continuidade da atividade da Agência Judaica na Rússia", segundo o gabinete do primeiro-ministro Yair Lapid.

Criada em 1929, a organização é responsável por organizar a emigração para Israel de pessoas de origem judaica. Começou a operar na Rússia em 1989, dois anos antes do desmantelamento da União Soviética. Depois disso, centenas de milhares de judeus de toda URSS viajaram para Israel.

O pedido de dissolução ocorre em um contexto de tensões nas relações entre Israel e Rússia, após a ofensiva russa na Ucrânia, condenada pelo governo israelense.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade