UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Longas penas de prisão por protestos contra restrições anticovid na Rússia


19/07/2022 09:07

Três pessoas foram condenadas, nesta terça-feira (19), a penas entre oito e dez anos de prisão por sua participação em uma manifestação no sul da Rússia em abril, denunciando as restrições impostas pela covid-19.

O principal acusado, Vadim Tcheldiev, cantor de ópera, foi condenado a 10 anos de prisão por convocar a manifestação em Vladikavkaz, no Cáucaso russo, e por agredir policiais durante sua prisão alguns dias depois em São Petersburgo, informaram as agências russas Ria Novosti e Interfax.

O tribunal regional de Rostov del Don impôs oito anos e oito anos e meio de prisão aos dois acusados, Ramis Chirkinov e Arsen Bessolov, de acordo com as mesmas fontes.

Todos deverão cumprir suas penas em colônias penitenciárias de regime severo.

Contatado pela AFP, o tribunal não estava disponível no momento.

Em abril de 2020, no início da pandemia de coronavírus, restrições rígidas foram impostas na maior parte do território russo para conter a propagação do vírus.

Em 20 de abril de 2020, impulsionadas pelas dificuldades econômicas provocadas pelo confinamento e por rumores sobre um menor risco do vírus, centenas de pessoas foram às ruas pedir o fim das restrições.

Depois da primeira onda da pandemia, a Rússia levantou o confinamento, optando por medidas mais flexíveis.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade