UAI
Publicidade

Estado de Minas LOS ANGELES

Assassino do rapper Nipsey Hussle é condenado em Los Angeles


06/07/2022 17:11

O membro de gangue que assassinou o rapper Nipsey Hussle, vencedor de dois prêmios Grammy póstumos, foi considerado culpado de homicídio premeditado por um júri de Los Angeles nesta quarta-feira (6).

Eric R. Holder atirou no rapper pelo menos dez vezes usando duas armas, em março de 2019, após uma discussão no bairro de Crenshaw, na zona sul de Los Angeles (costa oeste dos Estados Unidos). Ambos cresceram nessa região.

A defesa argumentou que Holder agiu "no calor da emoção" ao ser acusado por Hussle, então com 33 anos, de ser um informante da polícia.

No entanto, a promotoria sustentou que Holder agiu com premeditação.

De acordo com o exposto no tribunal, os dois teriam discutido em um estacionamento da região. Holder então foi para seu carro, carregou as armas e, alguns minutos depois, voltou e abriu fogo.

"Ele foi literalmente baleado da ponta dos pés à cabeça", detalhou o promotor Jon McKinney durante o julgamento.

Holder então chutou o rapper na cabeça, disse: "está pronto" e deixou a cena do crime, disse McKinney.

O crime foi cometido em plena luz do dia e abalou o bairro de Crenshaw, onde Hussle cresceu e esteve ligado ao mundo das gangues desde jovem.

Após sua morte, Nipsey Hussle se destacou como artista de rap e ativista social.

Hussle foi assassinado em frente à loja de roupas de sua propriedade em seu bairro, tema constante de suas composições.

Um mês após o assassinato, o rapper foi homenageado em uma cerimônia com a presença de milhares de pessoas e estrelas musicais como Stevie Wonder e Snoop Dogg.

O ex-presidente americano Barack Obama (2009-2017) enviou uma carta em sua homenagem.

"Enquanto muitas pessoas só viam gangues, balas e desespero no bairro de Crenshaw, onde ele cresceu, Nipsey viu potencial. Ele viu esperança. Ele viu uma comunidade que, apesar de seus fracassos, o ensinou a seguir em frente."

Hussle, cujo nome verdadeiro era Ermias Joseph Asghedom, recebeu dois prêmios Grammy póstumos em 2020.

A sentença definitiva será anunciada em 15 de setembro e Holder pode ser condenado à prisão perpétua.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade