UAI
Publicidade

Estado de Minas LONDRES

Johnson descarta antecipar eleições, apesar de sangria do gabinete


06/07/2022 11:50

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, descartou nesta quarta-feira (6) a possibilidade de convocar eleições antecipadas, apesar da renúncia de quase 30 membros de seu governo em menos de 24 horas, em protesto contra a legitimidade de um líder cercado por escândalos.

"Realmente, não acho que ninguém neste país queira que os políticos se dediquem agora a fazer campanha eleitoral. E acho que precisamos continuar servindo aos nossos eleitores e nos ocupando dos temas, com os quais eles se preocupam", declarou Johnson a um comitê especial formado pelos presidentes das diferentes comissões parlamentares.

Outros cinco secretários de Estado (cargo equivalente a ministro) do governo de Boris Johnson renunciaram, em uma carta conjunta entregue hoje. Com isso, sobe para 27 o número de conservadores que deixaram o gabinete desde terça-feira, em protesto contra o polêmico premiê.

"De boa-fé, devemos pedir-lhe que, pelo bem do partido e do país, que se afaste", afirma o quinteto em sua carta, em meio ao número cada vez maior de pedidos de renúncia de Johnson entre as fileiras de seu próprio Partido Conservador.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade