UAI
Publicidade

Estado de Minas RABAT

Marrocos retoma funcionamento de usinas a gás graças à Espanha


05/07/2022 17:00

O Marrocos anunciou nesta terça-feira (5) ter reativado duas grandes centrais de geração de energia elétrica por gás natural liquefeito (GNL) trazido da Espanha pelo Gasoduto Magrebe-Europa (GME), após a decisão da Argélia de deixar de enviar o hidrocarboneto ao reino árabe.

"O Reino do Marrocos garante o seu abastecimento de gás natural ao fechar contratos de compra de GNL no mercado internacional, utilizando infraestruturas gasíferas de operadores espanhóis e o Gasoduto Magrebe-Europa", detalharam o Departamento Nacional de Eletricidade e Água Potável e o Departamento Nacional de Hidrocarbonetos e Minas em comunicado.

Em especial, esse GNL servirá para retomar o funcionamento das centrais elétricas de Tahaddart e Aîn Béni Mathar, no norte do Marrocos, que anteriormente eram alimentadas pelo gás argelino.

Agora, o abastecimento das duas centrais - que proporcionam entre 10% e 17% da produção nacional de eletricidade, segundo meios locais - está "garantida pelo GME através da interconexão gasífera Marrocos-Espanha, funcionando em modo de fluxo inverso", detalha a nota.

O fornecimento de gás para o Marrocos começou em 28 de junho "com base em relações comerciais e de boa vizinhança", disseram à AFP fontes do Ministério de Transição Ecológica da Espanha, ao assegurar que não se tratava de gás argelino.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade