UAI
Publicidade

Estado de Minas ESTADOS UNIDOS

Decisão da Suprema Corte dos EUA derruba direito ao aborto no país

Derrubada da decisão histórica de Roe vs. Wade, que garante direito ao aborto desde 1973, impõe retrocesso às mulheres norte-americanas


24/06/2022 12:08 - atualizado 24/06/2022 12:23

Protesto em Washington, DC
Mulheres norte-americanas perdem direito ao aborto após quase 50 anos de conquista histórica (foto: Anna Moneymaker/Getty Images/AFP)
A Suprema Corte dos Estados Unidos acaba de derrubar, nesta sexta-feira (24/6), uma decisão que garantia às mulheres o direito ao aborto legal no país. A derrubada aconteceu por seis votos a três, quase 50 anos após a histórica decisão que ficou conhecida como Roe vs. Wade, que determinou o aborto como direito constitucional da mulher, em 1973.

Roe vs. Wade retornou aos tribunais em novembro de 2021, e movimentos de ativistas já temiam um possível retrocesso na legislação. Com a eleição do republicano Donald Trump, em 2016, mais três juízes conservadores foram indicados pelo presidente e passaram a compor a Suprema Corte, entre nove nomes. 

De acordo com a AP News, a decisão veio após um vazamento ocorrido em maio, que já indicava o posicionamento da Suprema Corte. A decisão dos juízes vai contra o que expressa a maioria da população, já que segundo pesquisa da Pew Research Center, 60% dos americanos são favoráveis à legalização do aborto

A decisão pode afetar a legislação em treze estados norte-americanos. 
 
O parecer vem do juiz Samuel Alito, que disse, em seu texto que “acreditamos que Roe e Casey devem ser anulados. A Constituição não faz referência ao aborto, e nenhum direito desse tipo é implicitamente protegido por qualquer dispositivo constitucional”.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade