UAI
Publicidade

Estado de Minas HOLLYWOOD

Samuel L. Jackson recebe Oscar honorário junto com Liv Ulmann


26/03/2022 13:03

Ator com os filmes mais rentáveis da história, Samuel L. Jackson nunca havia ganhado um Oscar até esta quinta, quando recebeu a estatueta honorária da Academia.

O artista de 73 anos, conhecido por seus trabalhos com Spike Lee ou Quentin Tarantino e suas aparições regulares nas sagas da Marvel ou Star Wars, só havia recebido uma indicação ao Oscar por seu papel em "Pulp Fiction".

Jackson recebeu o prêmio honorário pelos sucessos de sua carreira em uma festa de gala cheia de estrelas de Hollywood, dois dias antes da cerimônia de entrega do Oscar.

"152 títulos de filme, 27 bilhões de dólares em bilheteria, mais que qualquer outro ator na história", disse Denzel Washington apresentando o homenageado, que estava sentado junto ao diretor Quentin Tarantino.

Quando subiu ao palco, o ator recordou sua longa carreira que também inclui "Jurassic Park" ou "Duro de Matar 3: a vingança".

"Foi um prazer deixar uma marca inapagável na audiência como "o gangster número dois", "o homem do assalto" ou o "inesquecível cara negro", para dizer alguns", brincou.

Também receberam esse reconhecimento a atriz norueguesa Liv Ulmann, uma das preferidas do diretor sueco Ingmar Bergman, célebre por seus papéis nos filmes clássicos "Quando duas mulheres pecam" e "Cenas de um Casamento", e Elaine May, que rompeu barreiras para as mulheres na comédia e na direção.

Ulmann, de 83 anos, ganhou duas indicações ao Oscar como melhor atriz nos anos 1970 por "Os Emigrantes" e "Face a Face".

"Aos poucos que asseguram que ela nunca foi considerada uma de nossas grandes atrizes sem Ingmar Bergman, os responderia que Bergman provavelmente não teria sido considerado um dos nossos grandes cineastas sem Liv Ullman", disse John Lithgow ao apresentar o prêmio.

O humorista Bill Murray foi o encarregado de apresentar o prêmio de Elaine May, de 89 anos, nomeada ao Oscar de melhor roteiro com "O Céu Pode Esperar" ou "Os Segredos do Poder".

Os prêmios honorários são entregues a cada ano para reconhecer a trajetória de um artista e são celebrados em um evento distinto desde 2009.

Durante a cerimônia também foi entregue um prêmio, por seu ativismo político, a Danny Glover, de 75 anos, estrela da franquia "Arma Letal" e do filme de Steven Spielberg "A Cor Púrpura".

Glover organizou, em seus 40 anos de carreira, campanhas por múltiplas causas, desde o movimento de direitos civis nos Estados Unidos à luta contra o Apartheid na África do Sul.

DOLBY LABORATORIES


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade