UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Biden defenderá aliados da Otan, mas não enviará tropas à Ucrânia

Presidente americano disse que tropas americanas não irão combater na Ucrânia, mas vão defender 'nossos aliados da Otan e tranquilizar estes aliados do Leste'


24/02/2022 16:21 - atualizado 24/02/2022 16:44

Joe Biden
Biden confirma que tropas americanas não entrarão na guerra em território ucraniano (foto: Brendan Smialowski / AFP)

Os Estados Unidos defenderão "cada milímetro do território da Otan", mas não enviará tropas à Ucrânia, anunciou nesta quinta-feira (24) o presidente americano, Joe Biden, após o ataque da Rússia.

"Nossas forças armadas não vão para a Europa combater na Ucrânia, mas para defender nossos aliados da Otan e tranquilizar estes aliados do Leste", afirmou Joe Biden em um discurso televisionado.

O democrata anunciou “a maior sanção econômica da história”.
 
Ver galeria . 14 Fotos  Equipes de emergência trabalham no local do acidente de um avião militar ucraniano ao sul de Kiev. Aeronave com 14 pessoas a bordo caiu ao sul de Kiev na quinta-feira, informou o serviço de emergências. O serviço disse que 'ainda está determinando quantas pessoas morreram'. O incidente ocorreu a cerca de 20 quilômetros ao sul de Kiev, em meio a relatos de vários locais ao redor da cidade sendo atacadosHandout / UKRAINE EMERGENCY MINISTRY PRESS
Equipes de emergência trabalham no local do acidente de um avião militar ucraniano ao sul de Kiev. Aeronave com 14 pessoas a bordo caiu ao sul de Kiev na quinta-feira, informou o serviço de emergências. O serviço disse que 'ainda está determinando quantas pessoas morreram'. O incidente ocorreu a cerca de 20 quilômetros ao sul de Kiev, em meio a relatos de vários locais ao redor da cidade sendo atacados (foto: Handout / UKRAINE EMERGENCY MINISTRY PRESS )

 
De acordo com Biden, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, é um “agressor” que começou a guerra. 

"Putin é um agressor e começou a guerra e agora ele e seu país sofrerão as consequências. Ele escolheu essa guerra.", afirmou Biden.
 
 
Para Biden, Putin rejeitou a diplomacia ao iniciar uma ação militar enquanto o Conselho de Segurança da ONU se reunia para tentar conter o conflito na região.
 
"Putin atacou os princípios da paz mundial e agora o mundo vê, claramente, o que Putin e seus aliados criminosos estão pretendendo. Isso nunca foi sobre garantia de segurança. Isso era apenas uma agressão fria pelo seu desejo de império", diz Biden sobre o presidente da Rússia.



Segundo o presidente norte-americano, a Rússia não poderá negociar em dólar, euro e iene, com objetivo de reduzir a possibilidade do país "competir economicamente".

“A Rússia não poderá negociar em dólares, nem em euros, nem em ienes. Vamos invalidar sua capacidade de fazer parte da economia. É a maior sanção econômica já vista na história”, prometeu Biden.
 
 
O presidente americano ainda enfatizou as alianças do G7 e da  Otan. “Ataque a um de nós [Otan], ataque a todos nós”, prometeu.

gráfico


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade