UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Comitê dos EUA que investiga invasão ao Capitólio intima aliados de Trump


18/01/2022 22:30

O comitê do Congresso americano que investiga a invasão ao Capitólio intimou nesta terça-feira Rudy Giuliani (figura-chave na tentativa de Donald Trump de anular o resultado da eleição de 2020) e outros três aliados do ex-presidente.

Essas foram as intimações mais recentes de uma série de pedidos de depoimentos e documentos enviados a membros do círculo íntimo de Trump pelo painel da câmara.

Giuliani liderou os esforços para divulgar as falsas teorias da conspiração de fraude eleitoral, na tentativa de questionar a vitória de Joe Biden. Ex-prefeito de Nova York, ele viu sua reputação ser manchada por uma série de aparições na mídia e na corte nas quais fez acusações infundadas de fraude.

Giuliani foi auxiliado nessa campanha de desinformação pela advogada Jenna Ellis, que também foi intimada. Sidney Powell, outro propagador das mentiras eleitorais de Trump, e Boris Epshteyn, aliado do ex-presidente, foram os outros dois alvos de intimação.

"As quatro pessoas que intimamos hoje propuseram teorias infundadas sobre fraude eleitoral, promoveram esforços para anular os resultados das eleições ou estiveram em contato direto com o ex-presidente sobre as tentativas de deter a apuração", explicou o presidente do painel, Bennie Thompson.

O comitê investiga como ocorreu o ataque de 6 de janeiro de 2021, que forçou o fechamento do Congresso, e se Trump e membros de seu círculo encorajaram a ação. Já foram intimadas várias figuras-chave na órbita de Trump, incluindo o ex-estrategista da Casa Branca Steve Bannon e o chefe de gabinete Mark Meadows.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade