UAI
Publicidade

Estado de Minas GENEBRA

Sem acesso a migrantes, MSF abandona região fronteiriça entre Polônia e Belarus


06/01/2022 15:10

A organização Médicos sem Fronteiras (MSF) anunciou nesta quinta-feira (6) sua saída da região fronteiriça entre a Polônia e Belarus, devido ao bloqueio das organizações que prestam assistência humanitária aos migrantes e refugiados.

A Polônia prorrogou, no começo de dezembro, durante três meses a proibição de acesso à região fronteiriça com Belarus, imposta em setembro ao explodir a crise migratória pela chegada de milhares de migrantes.

A MSF explicou em um comunicado que há três meses enviou uma equipe de emergência para ajudar a aliviar a situação dos migrantes e refugiados que tentam entrar na Polônia, um país da União Europeia, a partir de Belarus.

Mas a ONG decidiu retirar sua equipe "após ter sido reiteradamente impedida pelas autoridades polonesas de acessar a área fronteiriça florestal, onde grupos de pessoas sobrevivem sob temperaturas abaixo de zero e precisam desesperadamente de assistência médica e humanitária".

"Desde outubro, a MSF solicitou em várias oportunidades acesso à zona restrita e aos postos de guarda de fronteiras na Polônia, sem sucesso", explicou Frauke Ossig, coordenadora de emergência da MSF para a Polônia e a Lituânia.

"Sabemos que ainda há pessoas que cruzam a fronteira e se escondem na floresta, que precisam de apoio, mas apesar de estarmos comprometidos a ajudá-las onde quer que se encontrem, não temos conseguido chegar a elas na Polônia", acrescentou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade