UAI
Publicidade

Estado de Minas TEGUCIGALPA

EUA promete a presidente eleita de Honduras ajuda para dissuadir a migração


14/12/2021 00:53

A subsecretária de Estado para a Segurança Civil, Democracia e Direitos Humanos dos Estados Unidos, Urza Zeya, prometeu na segunda-feira (13) apoio de Washington à presidente eleita de Honduras, Xiomara Castro, para dissuadir a migração ilegal para a América do Norte.

"O governo dos Estados Unidos espera se associar ao governo de Castro para promover nossos interesses comuns. A luta contra a corrupção e melhorar o Estado de direito em Honduras manterão uma democracia saudável e criarão as condições que deem esperança aos hondurenhos de construir um futuro em casa" para não emigrar, anunciou Zeya, falando em espanhol.

A subsecretária americana, que chegou no domingo a Tegucigalpa, acompanhada do diretor da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), Mark Feierstein, disse durante coletiva de imprensa ter se reunido com Castro e representantes dos empresários e da sociedade civil para abordar o futuro de Honduras após as eleições de 28 de novembro.

Após a apuração de 98,87% das atas pela autoridade eleitoral, os votos deram vantagem de 51,18% de Castro, do esquerdista partido Liberdade e Refundação (Libre) contra 36,89% ao candidato do governista Partido Nacional (PN, direita), Nasry Asfura.

Castro, esposa do presidente esquerdista Manuel Zelaya, deposto em 2009, é a primeira mulher a vencer as eleições em Honduras em 200 anos de independência. Ela substituirá em 27 de janeiro o presidente Juan Orlando Hernández, severamente questionado por acusações de narcotráfico em um tribunal de Nova York e de corrupção em nível doméstico.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade