UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Vontade da Ucrânia de recuperar a Crimeia é uma ameaça direita à Rússia, afirma Kremlin


02/12/2021 07:51

O Kremlin afirmou nesta quinta-feira que a vontade da Ucrânia de recuperar a Crimeia - anexada por Moscou em 2014 - constitui uma "ameaça direta" para a Rússia.

"Consideramos isto uma ameaça direta à Rússia", afirmou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, no momento em que os países ocidentais aliados de Kiev advertem que pode acontecer uma invasão russa iminente ao território da Ucrânia.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, declarou na quarta-feira que a "libertação" da Crimeia era um "objetivo" e uma "filosofia" nacional.

Seu discurso, no entanto, foi uma referência ao esforço no plano diplomático e não de uma intervenção militar militar.

"Uma declaração deste tipo implica que o regime de Kiev tem a intenção de usar todos os meios - incluindo a força - para invadir este território russo", disse Peskov.

O porta-voz russo denunciou uma "retórica agressiva" das autoridades ucranianas e disse temer uma operação militar de Kiev no leste do país.

O exército ucraniano combate nesta região separatistas pró-Rússia desde 2014, um conflito que provocou mais de 13.000 mortes. Os confrontos diminuíram consideravelmente desde os acordos de paz de 2015, mas há focos de violência recorrentes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade