UAI
Publicidade

Estado de Minas SANTIAGO

Acusação na Argentina por suposta espionagem 'é perseguição política', diz Macri no Chile


01/12/2021 18:43

"É uma perseguição política", disse o ex-presidente argentino Mauricio Macri (2015-2019) em Santiago nesta quarta-feira (1º), após ser processado por um juiz de seu país por supostamente espionar, quando era chefe de Estado, parentes dos 44 marinheiros que morreram no naufrágio do submarino militar ARA San Juan em 2017.

"Já disse que é uma perseguição política que termina nisto que todos nós já sabíamos", declarou Macri à imprensa chilena depois de participar de um evento em um hotel em Santiago como presidente da Fundação FIFA. Ems seguida, ele foi direto ao aeroporto para retornar à Argentina.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade