UAI
Publicidade

Estado de Minas LUXOR

Egito apresenta 'passeio dos carneiros' em Karnak, seu 'museu ao ar livre'


25/11/2021 19:06

Com 3.500 anos, centenas de esfinges com cabeça de carneiro e corpo de leão de Luxor foram restauradas no passeio que leva ao templo de Karnak, no sul do Egito.

Em uma cerimônia suntuosa na noite desta quinta-feira (25), o presidente egípcio, Abdel Fattah al Sisi, inaugurou o passeio das estátuas restauradas, que leva ao templo do deus Amon, uma das principais divindades do panteão egípcio.

O objetivo, segundo o Ministério do Turismo, é fazer do local "um museu ao ar livre" em um país onde o setor turístico emprega dois milhões de pessoas e gera mais de 10% do PIB.

Karnak, um vasto complexo situado ao norte de Tebas - a Luxor atual -, seus templos e palácios, assim como a necrópole do Vale dos Reis e do Vale das Rainhas, estão inscritos no patrimônio mundial da Unesco.

Anualmente, milhões de turistas visitam as jazidas arqueológicas do Egito antigo, especialmente este passeio das esfinges com cabeças de carneiro, que tem três quilômetros de extensão e vai do templo de Karnak à antiga Tebas, capital do Egito durante o Médio e o Novo Império e cidade do deus Amon.

As centenas de estátuas de animais mitológicos de Luxor, descobertas em 1949, estiveram no centro de uma polêmica em meados de 2020, pois quatro das esfinges com cabeça de carneiro foram separadas das demais para serem instaladas na praça Tahrir, no Cairo, epicentro da revolução de 2011, que levou à queda de Hosni Mubarak.

E em 1836, um dos obeliscos do templo de Luxor, foi deslocado e atualmente se encontra na praça da Concórdia, em Paris.

A egiptologia é um recurso muito precioso para o governo, que com frequência faz uso das antiguidades para se projetar em nível mundial.

Em abril, emissoras de televisão de todo o mundo exibiram as imagens de uma procissão grandiosa no Cairo.

Vinte e dois carros pretos, com adornos dourados e iluminados, evocando as embarcações funerárias antigas, transportaram as múmias de reis e rainhas do antigo Egito para o novo Museu Nacional da Civilização Egípcia (NMEC).

O governo egípcio anuncia há tempos a futura inauguração do novo Grande Museu egípcio, situado aos pés das pirâmides de Gizé.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade