UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Rússia inicia audiências para dissolução de ONG emblemática


23/11/2021 10:26

A primeira audiência preliminar relacionada à dissolução de um órgão da ONG Memorial, um pilar histórico da luta a favor da democracia na Rússia, ocorreu nesta terça-feira (23) em Moscou, um sinal do endurecimento das autoridades para a sociedade civil.

Apesar das temperaturas baixas, dezenas de pessoas se reuniram no tribunal em apoio à ONG Memorial, a mais emblemática na Rússia, fundada em 1989 por dissidentes, entre eles o prêmio Nobel da Paz Andrei Sakharov, observou a AFP.

"Se voltássemos para o ano 2000, poderíamos dizer que é uma farsa, mas em 2021 é a realidade", lamentou Ilia Novikov, um dos advogados da Memorial, que também defendeu no início deste ano as organizações vinculadas ao opositor Alexei Navalny, que está preso.

Entre os defensores da Memorial reunidos em frente ao tribunal, Alla Frolova, coordenadora jurídica da OVD-Info, uma ONG de defesa dos manifestantes, destaca: "não se pode destruir a história, porque (sem ela) o país não tem futuro".

A Memorial começou suas atividades documentando as execuções stalinistas e a história do Gulag, para depois ampliar para a defesa dos direitos humanos e dos presos políticos.

O tribunal examinou nesta terça-feira uma solicitação do Ministério Público para a dissolução do Centro de Direitos Humanos, entidade não-governamental.

A Memorial afirmou que apresentou vários pedidos para que as audiências, que acontecem a portas fechadas, sejam abertas ao público e à imprensa. O tribunal marcou a próxima audiência preliminar para 29 de novembro.

O Centro de Direitos Humanos, com sede em Moscou, defende ativamente os presos políticos, os imigrantes e as minorias sexuais que são vítimas de discriminações na Rússia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade