UAI
Publicidade

Estado de Minas MANÁGUA

Opositores presos na Nicarágua sofrem 'danos físicos e psicológicos', denunciam parentes


19/11/2021 21:16

Os 39 oponentes detidos na Nicarágua antes das últimas eleições sofreram graves "danos físicos e psicológicos", denunciaram seus parentes nesta sexta-feira (19).

As condições carcerárias "estão provocando danos físicos e psicológicos irreversíveis", alertaram os parentes em nota divulgada esta semana, após uma terceira visita ao presídio de segurança máxima de Manágua, conhecido como Nuevo Chipote.

Sete dos presos se propuseram a competir nas urnas com o presidente Daniel Ortega, que em 7 de novembro obteve seu quarto mandato consecutivo desde que voltou ao poder em 2007.

Segundo a denúncia, os adversários continuam perdendo peso, não têm "acesso regular à luz solar" e alguns permanecem em celas com "luzes acesas 24 horas por dia", enquanto outros "ficam no escuro".

Não possuem material de leitura e estão proibidos de receber roupas ou casacos. "Suas celas são permanentemente vigiadas pela polícia, que os impede, por meio de ameaças, de se comunicarem".

Os familiares reiteraram sua preocupação com o isolamento sofrido por quatro presas, incluindo a ex-guerrilheira sandinista Dora María Téllez e Tamara Dávila.

A situação de Dávila "os alarma", porque está numa cela "totalmente fechada" desde a sua detenção em junho passado.

Conforme relatado, os julgamentos que o Ministério Público promoveu contra todos os detidos por conspiração, lavagem de dinheiro e outros crimes estão "suspensos".

No entanto, os presos continuam a ser "interrogados na ausência dos seus advogados".

Os familiares exigiram que as autoridades suspendessem o tratamento "desumano" e que visitas semanais fossem estabelecidas.

O presidente Ortega descreveu os oponentes presos como "terroristas" e "criminosos" que pretendiam dar um golpe e, mais recentemente, os chamou de "filhos da puta dos imperialistas ianques".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade