UAI
Publicidade

Estado de Minas PARIS

Ruandês 'comum' será julgado na França por genocídio de tutsis


19/11/2021 07:50

O franco-ruandês Claude Muhayimana, ex-motorista de hotel e cidadão "comum", será julgado a partir de segunda-feira (22) por "cumplicidade" nos crimes contra a humanidade durante o genocídio de tutsis em Ruanda, em 1994.

Previsto para durar um mês, o julgamento é o terceiro na França por crimes ligados ao genocídio de 1994. Neste massacre, 800.000 pessoas, principalmente da minoria tutsi, foram assassinadas no decorrer de três meses em Ruanda.

Diferentemente dos julgamentos de 2014 e de 2016, nos quais autoridades - um militar e dois prefeitos - foram condenadas, o processo atual se concentrará na responsabilidade de um homem comum, hoje com 60 anos.

Mais de 27 anos depois dessa tragédia, o julgamento deverá determinar o papel preciso desempenhado por Claude Muhayimana nas semanas sangrentas de abril a julho de 1994, na região de Kibuye, oeste de Ruanda.

Este ex-motorista do estabelecimento turístico estatal Guest House, de Kibuye, que comparece livre, é acusado de ter ajudado os assassinos, "conscientemente", transportando-os para os locais do massacre. Se for considerado culpado, pode ser condenado à prisão perpétua.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade