UAI
Publicidade

Estado de Minas CASABLANCA

Candidato Boric encerra campanha no Chile prometendo modelo de desenvolvimento diferente


18/11/2021 23:25

O candidato de esquerda às eleições presidenciais deste domingo no Chile, Gabriel Boric, prometeu um modelo diferente de desenvolvimento do país, ao encerrar sua campanha eleitoral nesta quinta-feira (18) na cidade de Casablanca, próxima a Santiago.

"É tremendamente importante mudarmos para avançar nas transformações pelas quais lutamos; construir um Estado que garanta direitos, que garanta dignidade e igualdade é a única forma de ter estabilidade, porque um país socialmente fragmentado não pode crescer", afirmou Boric.

O candidato falou para cerca de 500 apoiadores reunidos na praça central de Casablanca, cerca de 80 km a leste de Santiago, em meio a uma campanha de baixíssima adesão de todos os candidatos, em meio à apatia e às restrições impostas pela pandemia.

"Temos que crescer de uma forma diferente. Temos que crescer não destruindo nossas terras. Chega de um modelo de desenvolvimento extrativista, que destrói a natureza em que vivemos. Não temos um planeta B", acrescentou Boric, acompanhado por figuras relevantes de sua política de coalizão.

Aos 35 anos, idade mínima para se candidatar à presidência do Chile, Boric representa o pacto "Aprovo a dignidade", coalizão que reúne a Frente Ampla e o Partido Comunista.

O evento foi realizado na pequena praça da cidade de Casablanca - famosa pela produção de vinho - e que foi escolhida pela campanha de Boric por permitir o encontro de mais pessoas nos espaços públicos devido às restrições impostas pela pandemia em Santiago.

As pesquisas anteriores, que não tiveram muita precisão nas últimas eleições, colocam-no como favorito para a eleição deste domingo contra o candidato da extrema direita, o advogado de 55 anos José Antonio Kast.

O Chile, maior produtor mundial de cobre, com quase um terço da oferta mundial do metal, tem baseado seu desenvolvimento econômico quase exclusivamente na extração de matérias-primas.

Boric "representa as transformações que buscamos há tantos anos", disse à AFP Bernardo Álvarez, de 34 anos, que participou do comício.

Com as bandeiras verdes e brancas de sua campanha, o candidato - ex-liderança estudantil e o mais jovem candidato à presidência da história do Chile - pediu para que o país não tenha medo das transformações.

No domingo, quase 15 milhões de chilenos estão convocados a votar entre sete candidatos, mas também a renovar toda a Câmara dos Deputados e metade do Senado, em eleições consideradas as mais incertas em 31 anos de democracia no país.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade