UAI
Publicidade

Estado de Minas NOVA YORK

Coleção de arte Macklowe arrecada US$ 676 milhões em leilão em Nova York


16/11/2021 10:18

A primeira parte da coleção de arte do promotor imobiliário nova-iorquino Harry Macklowe e de sua ex-esposa Linda Burg, colocada à venda após o amargo divórcio, arrecadou 676 milhões de dólares no leilão de segunda-feira (15) na casa Sotheby's.

Em apenas duas horas, o leilão em Nova York registrou a venda de 35 obras modernas e contemporâneas de artistas como Warhol, Rothko, Koons, Picasso e Giacometti.

O total de 676 milhões de dólares foi a maior venda em apenas uma noite para a Sotheby's. Com a segunda parte da coleção, que será vendida no primeiro semestre de 2022, o valor pode superar o recorde estabelecido pela coleção Rockefeller, vendida em 2018 na Christie's por 835 milhões de dólares.

Entre 200 e 300 pessoas compareceram à venda de segunda-feira na sede da Sotheby's, após diversos leilões virtuais devido à pandemia de covid-19.

Dois lotes eram considerados os mais caros da noite, mas a 'vencedor' foi um quadro do expressionista americano Mark Rothko (1903-1970) com o título "No. 7", vendido por 82,4 milhões de dólares, incluindo taxas e comissões. Este é o segundo maior preço pago por uma obra do artista.

Superou "Le Nez" ("O Nariz"), uma escultura de bronze de Alberto Giacometti (1901-1966), que alcançou 78,3 milhões de dólares. As duas obras foram adquiridas de modo virtual por colecionadores asiáticos, de acordo com a Sotheby's.

Uma demonstração do apetite dos compradores: quatro obras foram vendidas por mais de 50 milhões de dólares cada.

- Recorde para Pollock -

Uma pintura de Jackson Pollock, "Número 17, 1951", foi vendida por 61,1 milhões de dólares, um novo recorde em leilão para o artista americano falecido em 1956. Uma grande obra do pintor abstrato Cy Twombly alcançou 58,8 milhões de dólares.

"Esta é uma homenagem maravilhosa do mercado a uma coleção construída com um gosto implacável", disse a especialista em arte e consultora Erica Samuels.

As vendas de dois quadros do mestre da 'pop art' Andy Warhol também eram muito esperadas: seu famoso "Nine Marilyns" (1962), uma série de rostos da estrela do cinema Marilyn Monroe em preto e branco, foi leiloada por 47,3 milhões de dólares; "Sixteen Jackies", que representa Jackie Kennedy, encontrou um comprador por 33,8 milhões de dólares.

A venda foi o resultado do divórcio em 2018 do promotor imobiliário Macklowe e de sua esposa Burg, administradora honorária do Met Museum, casal que construiu uma impressionante coleção de arte para suas residências em Nova York e nos Hamptons.

Após a separação tempestuosa e acompanhada pela imprensa, um juiz ordenou a venda da coleção de 65 peças depois que o ex-casal não chegou a um acordo sobre seu valor. As 30 obras restantes serão leiloadas no próximo ano.

SOTHEBY'S


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade