UAI
Publicidade

Estado de Minas JERUSALÉM

Exército israelense mata palestino na Cisjordânia


16/11/2021 08:07 - atualizado 16/11/2021 08:13

O exército israelense matou um palestino nesta terça-feira (16) em confrontos no norte da Cisjordânia ocupada, informou o ministério palestino da Saúde.

Saddam Bani Odeh, de 26 anos, morreu em um hospital de Tubas, entre as cidades de Nablus e Jenin, para onde havia sido transportado depois de ser atingido por um tiro nos pulmões, afirmou o ministério, que citou confrontos durante a madrugada com as tropas israelenses na entrada de Tubas.

De acordo com fontes médicas do hospital de Tubas, os confrontos começaram após as detenções realizadas pelas forças de segurança israelenses na cidade palestina.

Procurado pela AFP, o exército israelense afirmou que "prendeu dois suspeitos" em Tubas, sem revelar os motivos da detenção.

"Durante a operação, munição letal foi disparada contra soldados e um artefato explosivo foi lançado de um veículo que passava pelo local", afirmou o exército em um comunicado. "Os soldados responderam com tiros contra o veículo suspeito. Não há feridos entre os soldados. Temos conhecimento da morte de um palestino", afirmou uma fonte militar.

Na Cisjordânia, território palestino ocupado desde 1967 por Israel, os confrontos são frequentes entre as forças de segurança israelenses e os palestinos, especialmente à margem dos protestos contra a colonização israelense ou as detenções em cidades palestinas.

Quase 475.000 colonos israelenses vivem na Cisjordânia, onde residem mais de 2,8 milhões de palestinos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade