UAI
Publicidade

Estado de Minas HAVANA

Cuba prende opositor três dias antes de manifestação proibida


12/11/2021 20:49

O dissidente Guillermo Fariñas foi preso nesta sexta-feira em Santa Clara, Cuba, três dias antes de uma manifestação opositora proibida pelas autoridades do país, informou sua mãe à AFP.

"Eles o levaram por volta das 14h10", disse Alicia Hernández por telefone, acrescentando que o filho, 59, está em tratamento com antibióticos contra uma infecção urinária. "Uma ambulância e duas patrulhas o levaram para o hospital. Fui informada de que amanhã um promotor irá visitá-lo para acusá-lo, mas não sabemos por quê."

A prisão de Fariñas ocorre três dias antes de uma manifestação opositora programada para segunda-feira para exigir a libertação dos presos políticos. O protesto foi proibida pelas autoridades, as quais consideram que seus organizadores querem provocar uma mudança de regime com o apoio de Washington.

Guillermo Fariñas fez 23 greves de fome na década de 2000 para protestar contra o governo, o que afetou significativamente a sua saúde. Psicólogo, jornalista independente e ativista dos direitos humanos, ele se integrou à União Patriótica de Cuba (Unpacu), organização opositora mais atuante, liderada por José Daniel Ferrer, que se encontra preso.

O governo cubano nega a existência de presos políticos na ilha e considera a oposição ilegal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade