UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

OEA pede retomada de negociações entre Argentina e Reino Unido sobre Malvinas


12/11/2021 20:14

A Organização dos Estados Americanos (OEA) pediu nesta sexta-feira que as negociações entre o Reino Unido e a Argentina sobre a soberania envolvendo as Ilhas Malvinas sejam retomadas "o quanto antes", para que se encontre uma solução pacífica.

Em assembleia geral realizada on-line, a OEA aprovou uma declaração que reafirma a necessidade de Argentina e Reino Unido "retomarem o quanto antes as negociações sobre a disputa de soberania" envolvendo as Ilhas Malvinas, Geórgia do Sul, Sandwich do Sul e os espaços marítimos circundantes.

Trata-se "de parte integrante do território nacional argentino e estão ocupadas ilegalmente pelo Reino Unido há mais de 188 anos", afirma a OEA. O chanceler argentino, Santiago Cafiero, disse que "a usurpação britânica realizada em tempos de paz e contrária ao direito internacional vigente na época representou uma violação da integridade territorial argentina".

A Argentina pede uma solução definitiva para a disputa "por meio do diálogo", e que o Reino Unido acate uma resolução de 1965 da ONU para discutir a soberania, argumentando que o governo e a população argentina do arquipélago foram expulsos pelas tropas britânicas em 1833.

O Reino Unido insiste em não negociar, por considerar que a soberania lhe pertence e que a população da ilha votou quase 100% a favor de seu pertencimento à Grã-Bretanha no referendo realizado em 2013.

No turno dos observadores permanentes da OEA, o Reino Unido reagiu defendendo "o direito dos habitantes daquele território à autodeterminação". A representante do Reino Unido na OEA afirmou que seu país está disposto a "trabalhar de forma construtiva", mas que o diálogo "deve ser aprovado pelas Malvinas", que "têm governo próprio".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade