UAI
Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Kremlin mantém entregas de gás para Europa, apesar de crise com Belarus


12/11/2021 08:21

O Kremlin garantiu nesta sexta-feira (12) que as entregas de gás russo para a Europa não serão suspensas, apesar das ameaças de Belarus de bloquear o fornecimento em caso de novas sanções da União Europeia.

Para isso, Minsk usaria um gasoduto que atravessa seu território.

A Rússia "é e continuará sendo um país que cumpre todas as suas obrigações de entrega de gás para os consumidores europeus", declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Na quinta-feira (11), o presidente de Belarus, Alexander Lukashenko, mencionou a possibilidade de interromper as entregas do gasoduto Yamal-Europa, que transporta o gás russo para Alemanha e Polônia, basicamente.

Sua ameaça surgiu em meio à crise deflagrada pela presença de milhares de migrantes, em especial do Oriente Médio. Eles se encontram bloqueados na fronteira entre Belarus e Polônia, em condições humanitárias muito duras.

Os migrantes esperam entrar na Polônia e, portanto, na União Europeia (UE), mas Varsóvia está impedindo sua passagem.

A UE acusa Belarus de organizar estes movimentos de migrantes, em resposta às sanções internacionais contra o governo Lukashenko. Estas medidas foram impostas após a violenta repressão dos manifestantes na esteira de sua reeleição em 2020.

O bloco antecipou que planeja anunciar novas sanções contra Lukashenko na próxima semana.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade