UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Biden homenageia militares no Dia dos Veteranos, 'a espinha dorsal da América'


11/11/2021 18:48

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, saudou as tropas militares de seu país ao classificá-las como a "espinha dorsal da América" na cerimônia do Dia dos Veteranos, celebrada nesta quinta-feira (11), no Cemitério Nacional de Arlington, a primeira desde o fim das operações militares no Afeganistão.

Biden também aproveitou a ocasião para render uma homenagem a Colin Powell, o general reformado de quatro estrelas que também foi chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas e secretário de Estado, falecido no mês passado de complicações da covid-19.

"Nossos veteranos representam o melhor da América", disse Biden durante a cerimônia, que também marcou o centésimo aniversário do Túmulo do Soldado Desconhecido.

"Vocês [militares] são a própria espinha dorsal da América, não apenas as vértebras. Vocês são a espinha dorsal deste país. E todos nós - todos nós - devemos a vocês", afirmou o chefe de Estado americano.

Biden, que foi criticado pelos veteranos da guerra no Afeganistão pela saída caótica do país asiático em agosto deste ano, afirmou que os militares e suas famílias tiveram suas vidas "moldadas pelos conflitos no Iraque e no Afeganistão".

"Desde centenas de milhares de americanos serviram [às Forças Armadas]. Muitos ainda estão servindo hoje e correndo perigo, e não podemos esquecê-los", declarou Biden, ao se referir aos soldados que ainda estão atuando no Iraque e no leste da Síria contra os remanescentes do grupo jihadista Estado Islâmico.

O presidente, cujo próprio filho Beau serviu no Iraque antes de sucumbir a um tumor no cérebro, fez questão de enfatizar que "muitos veteranos, suas famílias e cuidadores passaram pelo inferno".

Biden depositou um arranjo de flores no Túmulo do Soldado Desconhecido, onde, nos últimos dias, o público foi autorizado pela primeira vez em um século a depositar flores.

Normalmente, o público se mantém a uma relativa distância do monumento, mas, esta semana, milhares vieram manifestar seu respeito e deixar oferendas em agradecimento.

Para marcar o centenário do Túmulo do Soldado Desconhecido, tropas vestidas com uniformes de época desfilaram pelo cemitério. Em 1921, o jazigo recebeu os restos mortais de um soldado americano que pereceu nos campos de batalha franceses durante a Primeira Guerra Mundial.

Desde aquele primeiro funeral em 1921, outros dois soldados desconhecidos foram enterrados neste túmulo: um que caiu na Segunda Guerra Mundial e outro que foi vítima da Guerra da Coreia.

Um quarto soldado, morto no Vietnã, chegou a ser sepultado no local, mas seus restos foram identificados depois e enterrados no Missouri, atendendo aos desejos de sua família.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade