UAI
Publicidade

Estado de Minas WASHINGTON

Aprovação de vacina da Moderna para adolescentes é adiada nos EUA


31/10/2021 21:41

A empresa americana de biotecnologia Moderna anunciou neste domingo (31) que as autoridades atrasaram a autorização de sua vacina contra a covid-19 para adolescentes, a fim de ganhar mais tempo para avaliar melhor o risco potencial de miocardite ou inflamação cardíaca.

A Administração de Medicamentos e Alimentos (FDA) dos Estados Unidos "informou à Moderna que a agência requer tempo adicional para avaliar as recentes análises internacionais do risco de miocardite após a vacinação", explicou a empresa em um comunicado.

A avaliação para determinar a recomendação ou não da vacina da Moderna para jovens de 12 a 17 anos pode durar até janeiro de 2022, antecipou a companhia.

A miocardite e um risco associado, a pericardite (inflamação ao redor do coração), foram previamente associados às vacinas anticovid da Pfizer e da Moderna, particularmente entre adolescentes e homens jovens.

No entanto, o risco é muito maior após a infecção pela covid-19, de acordo com um estudo publicado em agosto pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

O CDC descobriu que "a miocardite após a vacinação com vacinas de mRNA foi incomum e geralmente leve", ressaltou a Moderna.

Outra vacina de mRNA, a da Pfizer-BioNTech, recebeu liberação dos EUA na sexta-feira para crianças de 5 a 11 anos, em doses menores do que para adultos.

PFIZER


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade