UAI
Publicidade

Estado de Minas BAMAKO

Delegação da ONU chega ao Mali para pressionar a junta militar


23/10/2021 17:43

Uma delegação do Conselho de Segurança da ONU chegou a Bamako neste sábado (23), segundo um jornalista da AFP, para pressionar as autoridades militares do Mali a permitir que o país adote um governo civil.

Depois de dois golpes de Estado no ano passado, Mali planeja realizar eleições em fevereiro de 2022, mas as autoridades do país estão considerando adiá-las.

A delegação do Conselho de Segurança, recebida pelo ministro das Relações Exteriores do Mali, é co-chefiada pelo embaixador nigeriano na ONU, Abdou Abarry, e também inclui seus homólogos americanos, Linda Thomas-Greenfield, e francês, Nicolas de Rivière.

Durante este fim de semana, se reunirá com as autoridades do Mali, com representantes da sociedade civil e grupos armados que assinaram o acordo de paz de 2015.

Esta visita ocorre em um momento em que as autoridades militares consideram modificar o calendário de transição e adiar as eleições programadas para 27 de fevereiro de 2022.

O Conselho de Segurança quer que os atuais prazos eleitorais sejam respeitados, depois de dois golpes de estado em agosto de 2020 e em maio deste ano.

A delegação da ONU chegou a Bamako poucas horas depois que a Human Rights Watch (HRW) exigiu que ela pressionasse as autoridades do Mali a investigarem os desaparecimentos forçados, atribuídos às forças de segurança.

"As autoridades malienses deveriam investigar uma série de alegações de execuções, desaparecimentos forçados e detenções clandestinas pelas forças de segurança do governo", denunciou a HRW em um comunicado publicado na sexta-feira à noite.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade