UAI
Publicidade

Estado de Minas BERLIM

Líder conservador alemão assume 'a responsabilidade' do fracasso nas eleições legislativas


16/10/2021 08:53

Armin Laschet assumiu neste sábado (16) "a responsabilidade" do fracasso de seu partido conservador nas eleições legislativas alemãs de setembro e admitiu que seu partido precisa se preparar para entrar na oposição após 16 anos no poder.

"A responsabilidade deste resultado corresponde a mim como líder e candidato à chancelaria. Sou responsável pela campanha eleitoral" e pelo seu fracasso, declarou em um congresso de jovens demo-cristãos da CDU que acontece em Munster neste fim de semana.

"Obtivemos um resultado amargo e ninguém pode se calar", acrescentou.

Nas eleições de 26 de setembro, a CDU conseguiu, com 24,1% dos votos, o pior resultado de sua história, ficando em segundo lugar, atrás dos social-democratas.

Na sexta-feira, os social-democratas, os ambientalistas e os liberais do FDP estabeleceram as bases para um novo governo com um acordo preliminar sobre política orçamentária e europeia e sobre o salário mínimo.

Nas próximas semanas serão realizadas mais negociações que, se chegarem a um bom entendimento, darão lugar a uma coalizão entre esses três partidos e o social-democrata Olaf Scholz se tornará chanceler, substituindo Angela Merkel.

Laschet também afirmou que os conservadores precisam se preparar para serem oposição no Bundestag, um lugar que não ocupavam desde 2005.

O líder conservador disse que em breve vai deixar suas funções como presidente da região de Renânia do Norte Westfália, a mais populosa da Alemanha e um grande apoio da CDU.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade