UAI
Publicidade

Estado de Minas LONDRES

Porto saturado leva navios com mercadoria para o Natal a desviar do Reino Unido


12/10/2021 21:39

Vários porta-contêineres repletos de mercadoria para o Natal foram redirecionados para outros portos europeus por não conseguirem descarregar em um porto britânico devido aos congestionamentos causados pela pandemia e pelo Brexit.

"A fim de garantir que a mercadoria esteja amplamente disponível no Reino Unido na Black Friday e no Natal, começamos a redirecionar semanalmente um a cada três de nossos grandes navios que fazem escala em Felixstow", informou nesta terça-feira à AFP um porta-voz da Maersk, maior sociedade de transporte de contêineres do mundo.

A saturação das docas de descarga está ligada, segundo ele, à falta de caminhoneiros no país devido ao Brexit e à pandemia, o que provoca sérios problemas de abastecimento em supermercados e postos de gasolina. Para contornar essa situação, alguns navios descarregam sua mercadoria em portos europeus como os de Roterdã e Antuérpia, de onde a transportam em embarcações menores para Felixstowe, explicou.

O porta-voz do grupo informou que o congestionamento portuário é generalizado no mundo, mas que esse porto britânico, por onde passa 36% do volume de frete marítimo no Reino Unido, "está entre os três ou quatro portos mais afetados". O motivo, segundo ele, é que "os contêineres vazios não são retirados na velocidade normal, por falta de caminhoneiros".

A falta de 100.000 motoristas e o medo de um desabastecimento generalizado no Natal levaram o governo britânico a revisar sua política migratória e conceder 10.500 vistos de trabalho provisórios.

A.P. MOELLER-MAERSK


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade