UAI
Publicidade

Estado de Minas DOHA

Eleitoras do Catar decepcionadas: nenhuma mulher foi eleita para o órgão legislativo


03/10/2021 13:48 - atualizado 03/10/2021 15:38

As cataris ficaram desapontadas neste domingo (3) porque nenhuma mulher foi eleita na votação para designar a maioria dos membros do orgão legislativo do Catar, um país rico do Golfo onde os partidos são proibidos.

Os 30 cargos em disputa foram atribuídos a candidatos, segundo o ministério do Interior. Nenhuma das 28 mulheres autorizadas a atuar foi eleita.

Alguns dos 284 candidatos retiraram seus nomes da disputa no dia da votação.

O Majlis al Shura é um órgão consultivo sem muito poder. Até agora, os 45 membros do conselho eram designados pelo emir, que em um futuro próximo indicará os 15 restantes

"A cota do emir é a única oportunidade de garantir a representação das mulheres na próxima assembleia", disse a candidata Aisha Jassem al-Kuari, que concorreu por uma circunscrição com outras quatro mulheres contra 14 homens.

Uma das cataris descontentes é Chamma, que prefere não revelar o sobrenome.

"Atribuir cinco cadeiras às mulheres seria o suficiente porque estou convencida de que uma mulher pode mudar o mundo", disse Chamma à AFP.

No Catar, o ministério da Saúde é comandado por uma mulher e o país tem uma porta-voz no ministério das Relações Exteriores.

As mulheres também desempenham um papel importante no comitê organizador da Copa do Mundo de 2022.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade