UAI
Publicidade

Estado de Minas HAVANA

Nicarágua aprova uso de vacinas cubanas anticovid Abdala e Soberana 02


02/10/2021 19:38

A Nicarágua, que vive uma forte onda de infecções por coronavírus, aprovou neste sábado (2) o uso emergencial das vacinas anticovid Abdala e Soberana 02, desenvolvidas por Cuba, anunciou a estatal BioCubaFarma.

"A Autoridade de Regulamentação Sanitária do Ministério da Saúde da Nicarágua (MINSA) concede o Certificado de Uso Emergencial às vacinas cubanas #Soberana e #Abdala", publicou no Twitter a BioCubaFarma, um grupo público de instituições científicas.

Além da Nicarágua e a própria Cuba, a vacina Abdala foi aprovada pelo Vietnã, cujo governo já autorizou a compra de 10 milhões de doses. A Venezuela também assinou contrato com a ilha para fornecimento de 12 milhões de unidades.

A vice-presidente da Nicarágua, Rosario Murillo, confirmou a chegada ao país das vacinas cubanas Soberana e Abdala durante seu discurso na mídia oficial. Essas doses serão administradas a crianças entre 2 e 17 anos.

"Estamos falando de um universo de 2.102.366 crianças e adolescentes que vão ser vacinados a partir de 20 de outubro", declarou Murillo.

O país da América Central é o segundo do mundo a dar luz verde ao uso do Soberana 02, depois do Irã, que também a produz. Esta vacina é administrada em conjunto com outro imunógeno local, o Soberana Plus.

As vacinas cubanas são baseadas em uma proteína recombinante, a mesma técnica usada pela americana Novavax e pela francesa Sanofi, e são mais de 90% eficazes na prevenção da doença com sintomas, segundo cientistas cubanos.

Até meados de setembro, a Nicarágua, com 6,5 milhões de habitantes, havia vacinado pouco mais de 4% da população acima de 45 anos e com doenças crônicas, com doses da AstraZeneca, Covishield e Sputnik V.

02 - TELEFONICA DEUTSCHLAND HOLDING AG

ASTRAZENECA

Twitter

Novavax


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade