UAI
Publicidade

Estado de Minas ROMA

Justiça italiana confirma prisão de ex-líder da Colônia Dignidade


30/09/2021 17:13

O tribunal de apelações da cidade italiana de Florença rejeitou o pedido de libertação do alemão Reinhard Doring Falkenberg, preso esta semana na Itália a pedido da Justiça do Chile por violação dos direitos humanos na Colônia Dignidade durante o regime militar, informaram nesta quinta-feira (30) fontes judiciais.

O homem de 75 anos deverá permanecer detido, por temores de fuga, e aguarda uma audiência para sua possível extradição para o Chile, indicou a mesma fonte.

O alemão foi condenado de forma definitiva no Chile em 2005 por envolvimento no sequestro e posterior desaparecimento do ativista de esquerda ítalo-chileno Juan Maino Canales em maio de 1976.

Doring, que estava na Itália de férias na comuna toscana de Forte dei Marmi, viveu nos anos 1970 no Chile na notória Colônia Dignidade, um assentamento de colonos alemães fundado no Chile em 1961 por um ex-militar nazista. O local se tornou um centro clandestino de detenção e tortura após o golpe militar de Augusto Pinochet em 1973.

"Ele não sabia que a Justiça chilena o procurava, estava de férias com sua esposa, senão nunca teria vindo para a Itália. Há muitos anos vive na Alemanha", explicou a advogada Simona Selvanetti, designada pelo tribunal no momento de sua prisão.

A Justiça do Chile tem um prazo limitado de cerca de três meses para solicitar a extradição formal, um procedimento complexo em que é preciso atestar ter provas suficientes sobre os crimes cometidos por Doring nesse país.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade