UAI
Publicidade

Estado de Minas SANTIAGO

Convenção Constitucional do Chile suspende sessões devido a duas infecções de covid-19


24/09/2021 17:09

A Convenção Constitucional do Chile suspendeu nesta sexta-feira (24) suas atividades após a confirmação de duas infecções por covid-19, em um constituinte e um assessor, que tiveram "contatos próximos" com outras 28 pessoas.

"Esta manhã a Convenção foi informada da existência de dois casos de covid, um constituinte convencional e um assessor", afirmou Rodrigo Álvarez, um dos vice-presidentes da Convenção.

Os contágios provocaram a suspensão, até segunda-feira, das sessões previstas para o dia, em que seriam votados artigos do regulamento da Convenção que redige a nova Carta Magna que substituirá a atual, herdada da ditadura do general Augusto Pinochet (1973-1990).

"Pelo menos até algumas horas atrás havia sido confirmada a presença de ao menos 28 contatos próximos (...), mas este número pode aumentar nas próximas horas", declarou o constituinte Gaspar Domínguez.

As infecções são um novo golpe para a Convenção, 20 dias após o escândalo causado por um de seus membros mais proeminentes, Rodrigo Rojas Vade. Ele admitiu que fingia ter câncer, o que ajudou a aumentar sua popularidade e a ganhar uma cadeira no órgão, que ele renunciou na segunda-feira passada.

A Convenção é composta por 155 membros, com mandato de nove meses, prorrogável até doze, para a redação da nova Constituição.

O Chile acumula 1,6 milhão de infecções e 37.237 mortes após 18 meses em uma pandemia. Os novos casos diminuíram há dois meses em meio a uma acelerada campanha de vacinação, por meio da qual 15 milhões dos 19 milhões de habitantes foram vacinados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade